Vaga de estágio para alunos do Curso de Arquitetura

22/02/2021 19:22

Coordenadoria das Fortalezas da Ilha de Santa Catarina (CFISC) está selecionando um estudante do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para atuar como estagiário nos projetos da CFISC relacionados às fortalezas de Anhatomirim, Ratones e Ponta Grossa, e, em especial, na pesquisa e alimentação de conteúdos (documentos, imagens e bibliografias) para o Banco de Dados Internacional sobre Fortificações (www.fortalezas.org).

(mais…)

Turistas dão nota 9,55 para visita à Fortaleza de São José da Ponta Grossa

17/02/2021 10:37

Guias de turismo atendem visitantes no início do projeto em 2018 (foto). Parceria com IFSC gerou também a pesquisa de satisfação em 2019. Foto: Salvador Gomes

A percepção geral de satisfação de visitantes que estiveram na Fortaleza de São José da Ponta Grossa, em 2019, atingiu a nota de 9,55, de um total de 10, em uma pesquisa conduzida pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), com a participação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O estudo foi publicado no início do mês (02/02/21) no volume 31 da Revista Turismo em Análise, editada pela Universidade de São Paulo (USP).

(mais…)

Fortaleza de Ponta Grossa: história, restauração e usos

27/12/2020 11:14

As fortificações da Ilha de Santa Catarina, incluindo a Fortaleza de São José da Ponta Grossa, já foram ruínas! Foi um esforço coletivo entre diferentes entidades que fez com que esse patrimônio pudesse chegar aos catarinenses até os dias de hoje. Acompanhe essa história nesse vídeo extra, que também é o último episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). O vídeo também mostra o Projeto Aprender sobre história também é coisa de criança! – uma atividade lúdica que ensina estudantes sobre um dos principais patrimônios seculares de nosso estado.

Assista também:

Religiosidade inspirava construção de capelas nas fortalezas (Episódio 9)
Uma construção especial para manter a pólvora segura (Episódio 8)
Quando a Ilha de Santa Catarina virou território espanhol (Episódio 7)
Açorianos chegaram na região trazendo sua cultura (Episódio 6)
Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas (Episódio 5)
Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Religiosidade inspirava construção de capelas nas fortalezas

20/12/2020 10:50

Quase toda construção secular tem uma marca da religiosidade dos portugueses. Na Fortaleza de São José da Ponta Grossa, a capela sempre teve o mesmo uso, ou seja, foi e ainda é palco de celebrações religiosas. Nem após as restaurações no monumento, as atividades pararam. A capela e a possibilidade de uso para celebração de casamentos ou outros eventos (através de edital) estão entre os temas do nono episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). O vídeo também trata da Fonte D’água – um veio natural encontrado pelos portugueses, que o protegeram com uma construção do lado de fora das muradas. A fonte, chamada algumas vezes de carioca, está lá até hoje e não secou.

Assista também:

Uma construção especial para manter a pólvora segura (Episódio 8)
Quando a Ilha de Santa Catarina virou território espanhol (Episódio 7)
Açorianos chegaram na região trazendo sua cultura (Episódio 6)
Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas (Episódio 5)
Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Fortalezas.org ultrapassa a marca de 2.400 fortificações cadastradas pelo mundo

15/12/2020 15:09

O Banco de Dados Internacional sobre Fortificações (fortalezas.org) chegou neste mês (dezembro de 2020) ao número de 2.424 edificações cadastradas pelo mundo, disponibilizando em um só lugar várias informações sobre patrimônio histórico fortificado mundial para acesso público e gratuito. Nos últimos 12 meses, foram inseridas na plataforma 5.624 imagens de fortificações de diferentes países, totalizando quase 9.000 imagens publicadas. O Banco de Dados Internacional sobre Fortificações é uma ferramenta colaborativa criada em 2001 e mantida pela Coordenadoria das Fortalezas de Ilha de Santa Catarina (CFISC) da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

(mais…)

Uma construção especial para manter a pólvora segura

13/12/2020 11:34

O Paiol da Pólvora era normalmente construído na parte mais alta da fortaleza. Por quê? Bem, manter a pólvora protegida de ataques inimigos e em condições de uso era fundamental para a efetividade da estratégia de defesa. Por isso, o Paiol da Pólvora está no último terrapleno da Fortaleza de São José da Ponta Grossa. Descubra mais sobre essa construção no oitavo episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Assista também:

Quando a Ilha de Santa Catarina virou território espanhol (Episódio 7)
Açorianos chegaram na região trazendo sua cultura (Episódio 6)
Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas (Episódio 5)
Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Quando a Ilha de Santa Catarina virou território espanhol

06/12/2020 11:40

A Ilha de Santa Catarina já foi território espanhol no século XVIII! Os invasores evitaram o triângulo defensivo da Baía Norte e marcharam por terra da Praia de Canasvieiras, onde haviam desembarcado, até a Fortaleza de São José da Ponta Grossa. Descubra mais sobre essa história, além de muitos detalhes sobre a Casa do Comandante, no sétimo episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Assista também:

Açorianos chegaram na região trazendo sua cultura (Episódio 6)
Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas (Episódio 5)
Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Açorianos chegaram na região trazendo sua cultura

29/11/2020 10:35

Sabem esse jeito todo especial de falar do pessoal da Grande Florianópolis? Vem de uma história de muito tempo atrás, com a vinda dos açorianos para o Sul do Brasil no século XVIII. Eles também trouxeram muita cultura, como a tradição da renda de bilro. E o que as fortalezas têm a ver com tudo isso? Descubra no sexto episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Assista também:

Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas (Episódio 5)
Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Guaritas eram essenciais na vigilância das fortalezas

22/11/2020 11:45

As seteiras são aberturas nas guaritas para que os soldados pudessem vigiar os arredores das fortalezas. Saiba mais sobre as guaritas e o Quartel da Tropa da Fortaleza de São José da Ponta Grossa no quinto episódio do tour virtual do Curso Técnico em Guia de Turismo do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Assista também:

Artilheiros evocavam proteção divina para disparar canhões (Episódio 4)
Para que servia a Casa da Palamenta de uma fortaleza? (Episódio 3)
Conheça mais detalhes sobre a Portada, o Calabouço e a Casa da Guarda (Episódio 2)
Por que foram construídas fortalezas na região da Grande Florianópolis? (Episódio 1 e detalhes do projeto)

Nota de falecimento

19/11/2020 10:30

A Coordenadoria das Fortalezas da Ilha de Santa Catarina (CFISC) informa, com pesar, o falecimento nesta quarta-feira (18/11/2020) de Sandro Manoel Cavalheiro, 42 anos, funcionário terceirizado que trabalhava na Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim. O corpo foi sepultado, ainda na quarta-feira, no Cemitério da Armação da Piedade, em Governador Celso Ramos.