#QuarentenaArte: paper toy é diversão e aula sobre história

13/04/2020 14:12

Que tal aproveitar esse tempo em casa para montar o paper toy do brigadeiro José da Silva Paes? O brinquedo é boa opção de diversão e, ao mesmo tempo, instrução para crianças e adultos sobre a história desse importante personagem para o Sul do Brasil.

Foi o brigadeiro quem projetou, no século XVIII, as primeiras quatro fortalezas do sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina: Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, Fortaleza de São José da Ponta Grossa, Fortaleza de Santo Antônio de Ratones e Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba.

Para baixar o paper toy do brigadeiro José da Silva Paes, clique aqui.

Você vai precisar imprimir o paper toy e utilizar tesoura e cola. Por isso, é importante para as crianças terem a supervisão de um adulto. O ideal é imprimir o paper toy em uma papel de gramatura maior, como uma cartolina fina. Mas, como opção, também é possível imprimir em papel comum e colar na cartolina.

Silva Paes também foi primeiro governador

O brigadeiro José da Silva Paes (representado na estátua ao lado) não foi somente engenheiro militar. Ele foi também o primeiro governador da então Capitania de Santa Catarina, iniciando sua gestão local em 1739 – mesmo ano em que começaram as obras da Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim. Mais tarde, a própria fortificação serviria como sede de seu governo.

Silva Paes foi defensor da vinda de portugueses para Santa Catarina no século XVIII. Em carta dirigida à corte em 1742, ele escreveu que o povoamento da região por casais açorianos “seria utilíssimo, porque desenvolveria a agricultura e entre seus filhos se recrutariam os componentes das tropas que defenderiam o sul dos espanhóis”.

Para saber mais sobre o brigadeiro José da Silva Paes, clique aqui.

#QuarentenaArte é uma ação da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte), em parceria com a TV UFSC, que oferece alternativas artísticas culturais que podem ser apreciadas a distância por meio de internet. A iniciativa também objetiva valorizar e difundir a arte e a cultura produzidas na UFSC.

Para outras informações sobre o coronavírus, clique aqui.